" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

domingo, 15 de maio de 2011

Correr riscos e não tente entender.



Rir é correr risco de parecer tolo. Chorar é correr o risco de parecer sentimental. Estender a mão é correr o risco de se envolver. Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu. Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas. Amar é correr o risco de não ser correspondido. Viver é correr o risco de morrer. Confiar é correr o risco de se decepcionar. Tentar é correr o risco de fracassar. Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada. Há pessoas que não correm nenhum risco, não fazem nada, não têm nada e não são nada. Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem. Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade. Somente a pessoa que corre riscos é livre.
Não tente entender como as coisas funcionam, elas apenas acontecem no momento em que sua alma está pronta para por pra fora. Não tente cantar em uma canção de sua autoria o que outra pessoa sente. Não tente dizer o que o seu coração esconde baseando-se nas minhas palavras. Apenas escute sua alma cantar e não tente agregar meus sentimentos e palavras em coisas vagas, nada do que eu sinto ou escrevo é sem motivo.

Um comentário:

  1. E quem disse que viver dói ?! Dói não viver, dói deixar que oportunidades passam sem você agarra-las.Tudo tem um sentido e um porque; mas pra que pensar no sentido e no porque se o que tiver de ser, acontecerá ?! Viver não dói mesmo, viver intensamente também não dói. Mentira dói sim, mas e daí quem liga ?!Nada pela metade é bom... ou a coisa é ou não é. Então sejamos intensos assim como o risco que corremos a cada dia em que abrimos os olhos.

    Ótimas suas palavras !! (y)
    Boa Noite !

    ResponderExcluir