" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

O mês mais difícil do ano.

O tempo passa cada vez mais veloz e parece que sempre que me dou conta chega novamente o mês em que você nos deixou. Com certeza esse é o mês mais tortuoso do ano, pois nele sempre me recordo de como foi triste quando você se foi sem nos dar tempo para pensar a respeito.
Parece que desde que você se foi a palavra “pai” aparece em todos os lugares. Cada vez que ouço ou leio essa palavra uma enxurrada de lágrimas surge em meus olhos e me leva de volta para o derradeiro momento em que você se foi. Quando chega o dia dos pais é uma grande sofrimento, pois me lembro que ao contrário de grande parte das pessoas eu não irei enfrentar filas para comprar o seu presente.

Engraçado como nunca percebemos a sorte que temos até que perdemos aquilo que mais amamos. Embora eu soubesse que meu pai era melhor que a média não tinha ideia de quanto ele representava para mim até o dia em que ele partiu de vez da minha vida. Eu busquei por muito tempo uma explicação para tal fato, mas a verdade é que certas coisas apenas acontecem sem motivo algum.

Embora não tenha havido muitas pessoas no seu enterro sempre sou surpreendido por alguém que tem alguma história bonita para me contar ao seu respeito. Então percebi que ele sempre teve razão no que dizia, pois depois de sua partida muitas pessoas passaram a sentir a sua falta mesmo que não tenham festejado tanto assim a sua presença. Trata-se do bom exemplo que deixamos para o resto das pessoas muito mais do que o carinho que elas manifestam por nós.

Gostaria tanto que você pudesse escutar essas palavras agora, mas seguindo o que você mesmo me ensinou tenho preferido ações do que as palavras. Em cada boa e correta ação que tenho em minha vida busco te honrar pai.

Tenho tentado ser forte como você era, tenho tentado lutar todos os dias como você lutava, não me permito em minuto algum fraquejar, como em momento algum eu te vi fraquejar. Toda e qualquer vitória que tenho, eu sempre dedico a você.

Espero não estar o decepcionando.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Por menos dias como esse.

Que dia. 
Sabe quando voce acorda e sente que tem alguma coisa estranha, com aquela sensacão de vazio?
Mas mesmo assim voce levanta, toma banho, se arruma e vai trabalhar por que a vida não para.
No caminho voce ja perde o onibus ou pega aquele transito onde nunca teve.
Esse é aquele dia que me faz pensar "melhor eu fica esperto".
Pois é, hoje foi um desses dias.

Foi o dia de não reconhecerem seu esforço, de dizerem coisas que voce não é, de ouvir coisas que ninguem deveria ouvir, dia de tomar pancada atras de pancada. Dia de se perguntar "o que raios eu to fazendo da vida?". Dia de por o fone de ouvido, uma musica alta e só olhar pra frente.
Cara que dia.

Eu nunca vou me esquecer das palavras que ouvi hoje e nem das pessoas que me disseram elas.
Porém mesmo assim, tenho foco nos meus objetivos. Palavras não meachucam, o que machucam são de onde elas veem.

E que nesses dias, eu seja forte o suficiente pra não descontar em ninguem.
Que eu seja forte o suficiente para chorar sem derramar nenhuma lagrima.
Que eu seja forte o suficiente para que meus abraços não percam a força.
Que eu seja forte o suficiente para não deixar meu caminho ficar obscuro e nem criar barreiras falsas que vivem apenas na minha cabeça.
Que eu seja forte o suficiente para que eu possa dormir em paz, pois amanha é um novo dia.
Que eu seja sábio o suficiente pra que eu não seja como eles e não faça alguém se sentir, como eu me senti hoje.

Por menos dias como esses.

domingo, 14 de agosto de 2016

LUTO - Vó Maria do Carmo.


Perder uma avó é como perder a nossa segunda mãe, a nossa mãe em uma versão mais sábia, mais paciente e mais carinhosa. É perder muito da doçura da vida.

A mulher que eu nunca vi fraquejar e nem depender de ninguém, aquela que me criou e que esteve presente em praticamente todos os dias da minha vida, me deixou hoje. Nos últimos dias foi difícil ver minha vó e quanto ela estava frágil. Foi difícil ver a luta diária dela para continuar caminhando nessa estrada da vida. Só eu e poucas pessoas sabem o quanto estávamos lutando junto com ela, o quanto sofríamos junto com ela e o quanto chorávamos escondidos dela.

Hoje será mais um dia difícil que carregarei para o resto da vida. Além de ser dia dos Pais e no qual eu não possa abraçar o meu, ainda me lembrarei da minha vó.

Dizem que as pessoas não se vão completamente quando estão vivas em nossas lembranças. E é nisso em que prefiro acreditar.

Agora sua caminhada no céu começou, faça seu papel ai, que nós aqui te manteremos viva em nossos corações.

Meu único pedido é que Deus receba minha vó com o mesmo carinho e amor que toda a família e os amigos tinham por ela.

Que Deus escute minha palavras e me de força, pois eu não aguento mais perder meus familiares.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Por mais dias como esse.


A vida é difícil, disso todos sabemos.

Luto diariamente com o pensamento positivo, pensando todos os dias que um dia, um dia tudo vai melhorar e tudo vai valer a pena.
As dificuldades diárias, são quase sempre frustrantes, e mesmo assim quase sempre não me abalo, com fé de que algo bom esta por vir. Costumo pensar que quanto maior a dificuldade, maior a recompensa.
Acordo todos os dias imaginando qual será o tamanho do muro que vou encontrar na minha caminhada, porém, acordo com a perseverança de que minha vontade será maior dia após dia.
Vivemos os dias difíceis esperando por nossos dias glória.

Hoje foi um dos dias mais esperados, hoje foi dia de renovar minha fé, hoje foi o dia de olhar para trás e ver que nada foi em vão.

Eu escrevo aqui nos meus piores dias e resolvi escrever hoje em um dos meus melhores dias.

Sim, apenas um dia, mas foi O DIA e eu vivo por mais dias como esse.



domingo, 20 de março de 2016

Lições da vida.

A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração,sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam,calar-me para ouvir, aprender com meus erros,afinal, eu posso ser sempre melhor!
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar,a abrir minhas janelas para o amor.E não temer o futuro,A lutar contra as injustiças.Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade.Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Eu ainda acredito.

Com essa nova era de rede sociais, as pessoas esqueceram como é realmente a vida. Ninguém mais vive, ninguém mais se importa, ninguém mais conversa. Já faz um tempo em que as pessoas dão mais importância para o que acontece em rede sociais do que para a vida. Julgam e tiram conclusões sobre tudo e todos a partir do que esta postado em um mural de rede social. Somos julgados diariamente por aquilo que postamos ou curtimos, onde postar uma foto significa mais do que palavras, onde status significa mais do que seus sentimentos, onde curtir uma foto significa mais do que seus atos. A Sociedade se tornou escrava de um mural on-line, onde que o que realmente importa é o que esta acontecendo ali. Me desculpem mas a vida é muito mais do que isso, hoje as palavras perderam efeitos, olhares já não fazem diferença, sinceridade é tratada como grosseria e sentimentos só realmente são aceitos se são publicados em alguma rede social. É triste demais pensar com o que as pessoas se importam hoje em dia. Me pergunto diariamente em que ponto nos perdemos, aonde foi a falha que deixamos passar e que ninguém consegue enxergar mais nada, em que momento começamos a dar mais importância em quantas curtidas temos em nossas fotos, ficamos presos em uma idade mental de 10 anos, viramos pessoas surdas, mudas e cegas, onde coloram um cabresto nas nossas cabeças direcionada apenas para nossos celulares e computadores. Porém eu ainda acredito nas pessoas, ainda acredito nas palavras, no olhar aquele olho no olho, na sinceridade, nos atos e sentimentos. Coisas que temos que resgatar e nos mantém vivos, nos fazem viver de verdade. Eu ainda acredito na palavra sincera, aquela declaração olhando no fundo dos olhos, onde tudo o que você diz vem do coração e não de uma postagem escrita que foi pensada antes de ser escrita. Eu ainda acredito em sentimentos e atos que mudem minha vida e não meu status em alguma rede social. Perdi as contas quantas vezes tentei convencer alguém que a vida cara a cara é o que importa, e que rede sociais só servem para levantar ego, que é um falso ego, onde cada vez mais as pessoas se tornam solitárias e vazias. Porém eu ainda acredito em que as pessoas vivam suas vidas do modo em que realmente desfrutem de tudo isso, que ainda escutem as palavras, olhem nos olhos, sejam sinceras, sintam e transmitam essa sentimento pessoalmente. As vezes sou taxado como louco ou estranho por ainda acreditar nesse tipo de coisa, mas eu ainda prefiro viver deste modo e sentindo tudo o que a vida pode me proporcionar, do que morrer tentando sentir algo que rede sociais nunca poderão transmitir por um celular ou computador. Viva o hoje, esqueça o ontem e não pense no amanhã.