" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Ainda não me entreguei.



Hoje eu parei pra me perguntar o que anda acontecendo com as pessoas. Todos os dias vemos pessoas preocupadas consigo mesmas, com as compras a fazer, o cabelo pra pitar, o visual pra mudar e o carro pra trocar. Não digo que essa coisas não são importantes, na verdade elas são sim, mas a algo muito mais importante. Com o tempo a correria e o stress de hoje em dia esquecemos de quanto vale aquele sorriso no fim do dia ou um café na cama, esqucemos de quanto uma rosa pode significar e quanto um abraço faz bem. Felicidade não é nunca cair e sim ter motivos para se erguer de novamente, estou passando por uma fase péssima , mas eu ainda não me entreguei.
As peças de um quebra cabeças não são diferentes, na maioria das vezes elas só estão em posições controversas, más a alma é igual, as ideias são quase as mesmas, só precisão estar em outra posição para se encaixarem perfeitamente.
Sempre me perguntam porque sorrio frequentemente, ou porque não consigo tirar o sorriso do rosto, nem ao menos quando estou falando. Quem dera se alguém pelo menos entendesse o motivo real para toda esta farsa. Quem dera se todos soubessem que naquele sorriso há tanta coisa escondida. E bom, o motivo real disso tudo? Simplesmente para não deixar transparecer a minha tristeza através de uma face. Meus amigos precisam do meu sorriso para se espelharem, minha namorada precisa saber que estou feliz com ela, minha familia precisa do meu sorriso para se tranquilizarem, EU preciso do meu sorriso para sobreviver diante de vários conflitos entre mim mesmo, coisa que muitos não conseguem. E é assim que consigo sobreviver… dando aquele sorriso que meus amigos precisam, e que meu inimigos odeiam.


E é por isso que digo, EU AINDA NÃO ME ENTREGUEI.