" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

quinta-feira, 10 de abril de 2014

É difícil.


É difícil aceitar a realidade que meu pai se foi e que não ira mais voltar.
É difícil, acordar todos os dias sabendo que o dia não vai ser fácil.
É difícil saber que tenho inúmeros assuntos a serem resolvidos, coisas até que nunca imaginei que resolveria.
É difícil olhar nos olhos da minha mãe e dizer que ainda não conseguir resolver tais problemas.
É difícil chegar em casa no final do dia, cansado, esgotado, colocar a cabeça no travesseiro e não conseguir dormir pelo fato de estar totalmente preocupado com o dia de amanha. 
É difícil não ter tempo para outras coisas, outras pessoas, outros afazeres.
É difícil ver pessoas se divertindo e aproveitando grande parte de sua vida.
É difícil eu me abrir com alguém, contar minhas historias e desabafar.
É difícil guardar tantos sentimentos dentro de mim sem poder explodir.
É difícil se manter em pé, quase sempre que sozinho, para confortar corações das pessoas a minha volta.
É difícil não fraquejar a nenhum momento ou parecer triste, mesmo quando sua unica escolha é chorar.
É difícil querer abraçar o mundo e agradar a todos.
É difícil fazer tantas coisas e ouvir que alguém não acredita nas coisas que você faz.
É difícil, ter 22 anos e ter tantas responsabilidades de uma vez só.
É difícil ser orgulhoso. 

Realmente é muito difícil mas Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende. Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.