" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

sábado, 16 de janeiro de 2016

Eu ainda acredito.

Com essa nova era de rede sociais, as pessoas esqueceram como é realmente a vida. Ninguém mais vive, ninguém mais se importa, ninguém mais conversa. Já faz um tempo em que as pessoas dão mais importância para o que acontece em rede sociais do que para a vida. Julgam e tiram conclusões sobre tudo e todos a partir do que esta postado em um mural de rede social. Somos julgados diariamente por aquilo que postamos ou curtimos, onde postar uma foto significa mais do que palavras, onde status significa mais do que seus sentimentos, onde curtir uma foto significa mais do que seus atos. A Sociedade se tornou escrava de um mural on-line, onde que o que realmente importa é o que esta acontecendo ali. Me desculpem mas a vida é muito mais do que isso, hoje as palavras perderam efeitos, olhares já não fazem diferença, sinceridade é tratada como grosseria e sentimentos só realmente são aceitos se são publicados em alguma rede social. É triste demais pensar com o que as pessoas se importam hoje em dia. Me pergunto diariamente em que ponto nos perdemos, aonde foi a falha que deixamos passar e que ninguém consegue enxergar mais nada, em que momento começamos a dar mais importância em quantas curtidas temos em nossas fotos, ficamos presos em uma idade mental de 10 anos, viramos pessoas surdas, mudas e cegas, onde coloram um cabresto nas nossas cabeças direcionada apenas para nossos celulares e computadores. Porém eu ainda acredito nas pessoas, ainda acredito nas palavras, no olhar aquele olho no olho, na sinceridade, nos atos e sentimentos. Coisas que temos que resgatar e nos mantém vivos, nos fazem viver de verdade. Eu ainda acredito na palavra sincera, aquela declaração olhando no fundo dos olhos, onde tudo o que você diz vem do coração e não de uma postagem escrita que foi pensada antes de ser escrita. Eu ainda acredito em sentimentos e atos que mudem minha vida e não meu status em alguma rede social. Perdi as contas quantas vezes tentei convencer alguém que a vida cara a cara é o que importa, e que rede sociais só servem para levantar ego, que é um falso ego, onde cada vez mais as pessoas se tornam solitárias e vazias. Porém eu ainda acredito em que as pessoas vivam suas vidas do modo em que realmente desfrutem de tudo isso, que ainda escutem as palavras, olhem nos olhos, sejam sinceras, sintam e transmitam essa sentimento pessoalmente. As vezes sou taxado como louco ou estranho por ainda acreditar nesse tipo de coisa, mas eu ainda prefiro viver deste modo e sentindo tudo o que a vida pode me proporcionar, do que morrer tentando sentir algo que rede sociais nunca poderão transmitir por um celular ou computador. Viva o hoje, esqueça o ontem e não pense no amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário