" Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe."

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Eu sou violento


Eu bato, eu empurro, dou socos, dou chutes e arrisco até bater com toda a minha força nela só pra ver se eu consigo ao menos causar algo nela.
Todos os dias tento reunir cada vez mais forças e trabalhar todo o meu corpo, desde ao físico até a minha mente, pra que um dia eu possa deixa - la no chão.

Mas a vida é forte, é intensa, e não se entrega com facilidade. Ela renova e se fortalece mais rápido do que eu consiga bater nela. As vezes até acredito que eu estou derrotando ela, mas ela sempre volta e me bate com o dobro da força que eu à acertei.

A vida tem luvas, os melhores treinadores, uma academia de ultima geraçao e uma dispensa cheia de suplementos na qual ela escolhe o que vai comer.

E eu? Eu nao tenho luvas, somente maos descalsas, onde eu bato direto com osso e também me machuco. Meu treinador? A minha mente, onde insisto e preciso me iludir que estou ganhando essa luta. Minha academia? Mminha força de vontade, que eu sei que é a minha melhor arma, é ela me faz olhar o horizonte. Minha dispensa? Minha fome de chegar la (mesmo nao sabendo onde exatamente é lá),é aqui onde eu me reinvento todos os dias, procurando maneiras novas de matar a minha fome

Ja dizia Rocky Balboa " ninguem bate mais duro que a vida, mas nao importa o quanto vc apanhe, mas sim o quanto voce apanha e continua seguir lutando"

Um dia eu ainda vo vencer, e quando ela estiver no chão, eu quero somente deitar na minha cama e pensar " é hora de descansar ", por que eu sei que uma hora ou outra, ela vai se levantar novamente.

Um comentário:

  1. A vida é mesmo cruel! Mas, de vez em quando, até que ela dá uma trégua...

    Beijos!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir